A Black Friday deste ano pode ser uma oportunidade para quem quer vender mais. É que quase 40% dos consumidores adiaram a compra de algum produto ou serviço durante a pandemia – por medo do coronavírus ou da crise econômica. Os dados são do Data Stories, levantamento mensal da Kantar IBOPE Media.

“Nosso levantamento aponta que 46% dos entrevistados pretende aproveitar as oportunidades de compras desta Black Friday”, diz Paulo Arruda, diretor de Novos Negócios da Kantar Ibope Media.

Que produtos deixaram de ser comprados? A lista tem eletrônicos (27%), roupas e calçados (24%), eletrodomésticos (19%), equipamentos esportivos (18%) e equipamentos tecnológicos (17%).

E qual a lista de desejos para a Black Friday? Ela é bem parecida com a lista dos produtos que tiveram a compra adiada: eletrônicos (54%), eletrodomésticos (43%), roupas (38%), calçados (32%) e eletrodomésticos (20%).

O consumidor está mais atento aos preços? Parece que sim. De acordo com a pesquisa, mais da metade (54%) dos que pretendem comprar na Black Friday acompanha os preços e só vai comprar depois de ter certeza que a promoção é uma boa oportunidade.

Vai ter muitos novos compradores? Apesar de a Black Friday ser uma data bem popular, 15% disseram que pretendem comprar pela primeira vez nesta data.

O e-commerce deve se destacar? Com certeza. De acordo com a terceira edição do Data Stories, levantamento mensal da Kantar IBOPE Media, 72% dos usuários de internet passaram a comprar alguma categoria de produto ou serviço online durante a pandemia.

 

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).