Bernie Sanders desistiu de concorrer ao posto de candidato democrata nas eleições presidenciais dos Estados Unidos. Agora, quem deve enfrentar o atual presidente Donald Trump, do Partido Republicano, é Joe Biden. Com 78 anos, Sanders era o candidato mais velho na corrida presidencial.

Por que ele se retirou do pleito? Sanders vinha perdendo o apoio de vários delegados nas últimas semanas, o que já apontava para a liderança de Biden. Além disso, o apoio de eleitores de diversas regiões e grupos demográficos caiu, e esse era um aspecto essencial para reunir as diferentes coalizões na corrida pelo Partido Democrata.

O apoio dos negros, por exemplo, que compõem um eleitorado importante para qualquer candidato democrata, estava do lado de Joe Biden. Nas eleições primárias do mês passado, Biden conquistou 86% dos votos de negros no estado de Mississipi, e quase dois terços dos votos desse eleitorado na Carolina do Sul.

A campanha de Bernie Sanders foi construída com base em propostas bastante progressistas, que empurraram a imagem do candidato para o campo da esquerda. Ele defendia, por exemplo, a criação de um sistema público de saúde e a extinção dos planos privados.

E o que acontece agora? Apesar de ser visto como candidato mais moderado do que Sanders, Biden já adotou algumas ideias da campanha do seu rival, como a proposta de aulas gratuitas em faculdades públicas. O objetivo é conquistar o eleitorado mais progressista, que apoiava Sanders na corrida pelas eleições.

O desafio de Biden será, agora, enfrentar o presidente republicano Donald Trump em meio à pandemia do coronavírus. A doença dificultou a execução das campanhas, já que os eventos públicos não poderão ser realizados, e toda a atenção do eleitorado está focada no combate à doença, e não mais no pleito presidencial.

(Com Bloomberg)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).