O Lloyds Banking Group está a caminho de reduzir seu espaço de escritório em 8% este ano, já que o banco disse esperar que a maioria de seus funcionários trabalhe de maneira híbrida no futuro.

O banco planeja dar aos funcionários a opção de trabalhar em casa, no escritório ou em uma combinação dos dois por meio de “três estilos de trabalho distintos, conhecidos como ‘casa’, ‘hub‘ e ‘híbrido’”, disse o diretor executivo interino William Chalmers durante apresentação do balanço na quinta-feira. “Esperamos que cerca de 80% dos colegas trabalhem de maneira híbrida sob este modelo.”

O Lloyds faz parte de uma série de bancos que estão se afastando das formas tradicionais de trabalho enquanto o escritório é reinventado após a mudança forçada para o home office durante vários lockdowns. O banco disse que já reduziu seu espaço de escritório em cerca de 3% até agora em 2021, à medida que avança para “uma pegada de escritório reduzido, mas também aprimora espaços de trabalho para promover a colaboração e a criatividade”.

O Lloyds espera fazer a transição para essa nova forma de trabalhar em outubro, embora vá adaptar seus planos se as orientações do governo mudarem. Não haverá uma abordagem definida para as práticas de trabalho híbridas, que dependerão das necessidades do negócio e do tipo de funções desempenhadas pelos funcionários.

O Standard Chartered e o HSBC Holdings estão entre outros bancos que anunciaram planos de reduzir seu espaço de escritório à medida que os funcionários mudam para opções de trabalho flexíveis. Howard Davies, do NatWest Group, disse em entrevista na Bloomberg TV no início deste mês que o retorno generalizado das práticas de trabalho anteriores é improvável e que ele não espera que o movimento de pessoas nas ruas do centro de Londres volte aos níveis anteriores à pandemia.

Chalmers também disse numa conferência de imprensa que a empresa foi impactada pela permanência forçada em casa de funcionários que foram notificados pelo aplicativo de rastreamento Covid-19 do Serviço Nacional de Saúde, em meio a uma nova onda de infecções. “Estamos lidando com isso, todos os negócios são afetados por isso”, disse ele.

 

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).