Por Dominique Patton

PEQUIM (Reuters) – A produção de vegetais na China está basicamente normal e há trigo suficiente para atender a demanda por um ano e meio, disse uma autoridade agrícola do país nesta quinta-feira, em um esforço adicional para tranquilizar o público de que não há necessidade de se preocupar com escassez.

Os consumidores correram para estocar alimentos básicos esta semana, depois que o Ministério do Comércio aconselhou o público a garantir que eles tivessem suprimentos diários suficientes em casa para o caso de emergências.

Supermercados em várias cidades do país viram farinha, arroz e outros alimentos esvaziando das prateleiras.

Apesar de um recente aumento no preço do espinafre, alface e outros vegetais folhosos devido ao clima extremo, a área e a produção de outras variedades importantes aumentaram ligeiramente, disse a jornalistas o diretor-geral do Departamento de Mercado e Informatização do Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais, Tang Ke.

“A oferta total é suficiente para que os consumidores não precisem se preocupar”, afirmou.

Espera-se que a China produza 750 milhões de toneladas de vegetais este ano, um aumento de 1% em relação ao ano passado, acrescentou Tang, com oferta de 1,5 kg por dia por pessoa.

Ainda assim, Tang disse que esforços adicionais estão sendo feitos para garantir a produção suficiente de vegetais, com o governo “orientando” os grandes produtores a expandir a produção e esvaziar as estufas nas áreas do norte para retomar as operações.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).