A arrecadação do governo federal teve queda real de 32,92% em maio sobre igual mês do ano passado, para R$ 77,415 bilhões, divulgou a Receita Federal nesta terça-feira (23).

Este foi o pior desempenho para o período desde 2005, com a série histórica divulgada pela Receita tendo início em 2002. No entanto, o resultado veio acima da expectativa de arrecadação de R$ 69,9 bilhões, segundo pesquisa Reuters com analistas.

De janeiro a maio, a arrecadação acumulada teve recuo de 11,93% sobre o mesmo período do ano passado, em termos reais, a R$ 579,708 bilhões.

Em relatório, a Receita disse que o desempenho no mês foi afetado principalmente pelos diversos diferimentos concedidos em meio à pandemia do coronavírus.

Em função da crise, o governo permitiu o atraso no pagamento de uma série de tributos para dar alívio de caixa às empresas e famílias. Em maio, esse diferimento afetou negativamente a arrecadação em R$ 29,920 bilhões.

Há dúvidas sobre a viabilidade da cobrança dos impostos diferidos ainda neste ano, em meio à profunda queda no Produto Interno Bruto (PIB) esperada com o surto de Covid-19.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).