O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) tem duas regras de reajuste para aposentadorias. Os benefícios com valor acima do salário mínimo são corrigidos pelo INPC, que ficou em 4,48% em 2019. Com a definição do percentual do ano anterior é possível calcular o valor que será pago no próximo. Ou seja, o teto de benefícios do INSS sobe de R$ 5.839,45 para R$ 6.101,05 em 2020.

Já é certeza que o aumento será esse? O reajuste ainda precisa ser publicado no no Diário Oficial da União para entrar em vigor, mas a regra de correção é essa.

E os benefícios equivalentes ao salário mínimo? Esses têm uma regra diferente de correção. Seus valores são definidos no Lei Geral do Orçamento. Neste ano, esses benefícios sobem de R$ 998 para R$ 1.039, ou seja, uma correção de 4,10%.

Então esses benefícios tiveram um reajuste menor que a inflação? Sim. Esses valores são definidos antes da divulgação do índice de inflação anual.

A regra de cálculo mudou? Sim, antes esses benefícios eram reajustados pela expectativa de inflação mais o PIB dos anos anteriores.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).