O aluguel de apartamentos em São Francisco, capital do Vale do Silício e da inovação nos Estados Unidos, está despencando.

A média do aluguel mensal de um estúdio na cidade caiu para US $ 2.285 (cerca de 12.639 reais) em setembro, 31% a menos que no ano anterior. Para se ter uma ideia, a média nacional é de queda de apenas 0,5% no valor dos alugueis, segundo o site Realtor.com. Os aluguéis de apartamentos de um quarto em São Francisco caíram 24%, e os de dois quartos recuaram 21%.

Os números mostram como a pandemia mexeu com os mercados imobiliários e a preferência dos locatários. Com as empresas permitindo que os funcionários trabalhem em casa, as pessoas têm fugido em massa de áreas urbanas apertadas e caras, e procurado quartos extras nos subúrbios ou cidades mais baratas. As empresas de tecnologia, em particular, disseram aos funcionários devem esperar ficar em home office no próximo ano — e talvez permanentemente.

“Os locatários provavelmente estão indo para áreas mais acessíveis, onde podem conseguir um espaço maior e mais barato”, disse Danielle Hale, economista-chefe da Realtor.com, em comunicado. “O futuro dos aluguéis em muitas dessas cidades dependerá de as empresas exigirem que os funcionários trabalhem no escritório ou continuarem permitindo o trabalho remoto.”

Áreas de alto custo também estão abertas a negociação. O aluguel dos estúdios caiu 15%, para US $ 2.495 por mês em Manhattan. Em King County, Washington, que inclui Seattle, eles caíram 12%, para US $ 1.490.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).