O marketplace de veículos, imóveis e serviços do Mercado Livre registrou aumento de 65% na intenção de compra de motocicletas 0KM em agosto na comparação com mesmo mês de 2020. Em relação a julho de 2021, o crescimento foi de 21%.

Para a empresa, esse aumento reflete a busca dos clientes por alternativas mais econômicas de transporte. “Não podemos esquecer que, em pouco mais de um ano, vimos os preços dos combustíveis triplicarem nas refinarias. Podemos creditar o aumento na intenção de compras de motos à busca por uma alternativa, visto que as motocicletas consomem menos combustível e possibilitam rápida locomoção nos grandes centros”, afirma Luciano Avila, Head de Marketplace Motors do Mercado Livre.

“Outro fator que pode estar gerando essa mudança é o volume da oferta. No Mercado Livre, por exemplo, identificamos um crescimento de 60%, no ano contra ano, e 13% em relação ao mês passado. Ou seja, assim como a busca, a quantidade de anúncios também está subindo”, completa Avila.

A produção de motos está crescendo no país. A Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) revisou as projeções de produção de motocicletas para 2021. A nova estimativa é que as fábricas instaladas no Polo Industrial de Manaus produzam 1,220 milhão de motocicletas, o que corresponde a um crescimento de 26,8% na comparação com o ano passado.

Para a Abraciclo, o mercado vem sendo puxado pela utilização da moto como meio de trabalho para entregadores. “Temos um mercado bastante aquecido, pois a motocicleta hoje é instrumento de trabalho e opção de deslocamento seguro para evitar a aglomeração do transporte público”, diz o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, afirma que uma série de fatores levaram a associação a rever os números.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).