Viajar de avião para destinos nacionais está até 31% mais barato em 2021, segundo uma pesquisa divulgada pelo Kayak.

Florianópolis (SC) é a cidade que teve maior queda nos preços em comparação ao ano passado: as passagens passaram de R$ 1.041 para R$ 718 (-31%).

Outros destinos que ficaram mais baratos para o consumidor foram Porto Seguro e Rio de Janeiro, ambas com preços 29% mais baixos. O levantamento do Kayak considera os destinos mais buscados por brasileiros neste ano.

Destinos nacionais

Entre os voos nacionais mais procurados, as passagens para Florianópolis tiveram a maior queda de preços (-31%), seguidas de Porto Seguro e Rio de Janeiro, ambas 29% mais baratas.

Destinos mais buscados em 2021Preço médio em 2020Preço médio em 2021Variação %
São PauloR$ 803R$ 618-23%
Rio de JaneiroR$ 910R$ 647-29%
RecifeR$ 1.087R$ 918-16%
FortalezaR$ 1.135R$ 884-22%
Salvador R$ 947R$ 756-20%
MaceióR$ 1.444R$ 1.075 -26%
NatalR$ 1.313R$ 1.035-21%
Porto SeguroR$ 1.295R$ 915-29%
FlorianópolisR$ 1.041R$ 718-31%
João PessoaR$ 1.278R$ 942-26%

Destinos internacionais

Por causa da pandemia, muitos países adotaram medidas restritivas para conter o avanço do coronavírus. Um mapa elaborado pelo Kayak mostra que 49 países estão completamente fechados, 122 parcialmente abertos, o que significa que a entrada de pessoas depende da cidadania, ponto de origem ou outras regras específicas. O levantamento diz que 5 estão reabrindo em breve e 44 não têm nenhum tipo de restrição – como é o caso do Brasil.

Orlando e Nova York são os destinos internacionais que tiveram maior redução no preço das passagens, de 33,59% e 31,13%, respectivamente. Hoje, a entrada de brasileiros nos Estados Unidos está proibida.

As passagens para Santiago, no Chile, foram a única exceção entre os 10 destinos internacionais mais procurados, com alta de 2,22% nos preços neste ano. A passagem que custava, em média, R$ 1.453 no ano passado, passou a custar R$ 1.485.

Destinos mais buscados em 2021Preço médio em 2020Preço médio em 2021Variação %
CancúnR$ 4.101R$ 3.780-7,83%
LisboaR$ 4.106R$ 3.472-15,43%
Buenos AiresR$ 1.784R$ 1.588-11,03%
SantiagoR$ 1.453R$ 1.4852,22%
Nova YorkR$ 4.160R$ 2.865-31,13%
MiamiR$ 3.341R$ 3.259-2,45%
OrlandoR$ 4.363R$ 2.897-33,59%
ParisR$ 4.254R$ 3.453-18,83%
DubaiR$ 9.271R$ 6.977-24,75%
LondresR$ 4.462R$ 3.694-17,22%

Por que os preços caíram? A queda da demanda causada pela pandemia pode ser um dos motivos. “Essa queda de preços, que pode ter sido causada por restrições de viagem e pela diminuição na demanda, talvez não se sustente com a retomada a longo prazo. É difícil prever quando isso vai acontecer”, afirma Gustavo Vedovato, country manager do Kayak no Brasil.

Como a pesquisa foi feita? O Kayak realizou as buscas de preços entre os dias 1 de janeiro e 16 de fevereiro para viagens de 1 de janeiro a 30 de junho deste ano. O levantamento considera o preço médio de ida e volta e compara os resultados com o mesmo período de 2020.

Inflação das passagens aéreas

A queda nos preços das passagens reflete o que foi apontado pela inflação oficial de janeiro. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), as passagens aéreas ficaram, em média, 19,93% mais baratas no mês, depois de registrarem alta de 28,05% em dezembro.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).