Nos Emirados Árabes Unidos, os órgãos governamentais vão passar a seguir o fim de semana de sábado e domingo, se alinhando ao resto do mundo. Hoje, os Emirados Árabes Unidos e demais nações árabes do Golfo, incluindo a Arábia Saudita, seguem uma semana útil de domingo a quinta-feira.

O governo anunciou a adoção de uma jornada semanal de quatro dias e meio. Na sexta-feira, dia sagrado na religião islâmica, só haverá meio-período. A decisão entre em vigor em 1º de janeiro.

A nação do Golfo — que abrange Abu Dhabi e Dubai — tomou diversas medidas recentes para abrir a economia, incluindo privatizações. Os mercados acionários também implementaram iniciativas para ampliar a liquidez e atrair investidores estrangeiros.

“Isso vai alinhar os Emirados Árabes Unidos aos mercados globais e facilitar os negócios com empresas internacionais”, disse Nabil Alyousuf, CEO do International Advisory Group, sediado em Dubai. “Isso aumentará o número de dias em que fazemos negócios com o resto do mundo, o que vai impulsionar o comércio.”

Para Alyousuf, o setor privado acabará seguindo o exemplo dos órgãos governamentais.  Não foram divulgados detalhes sobre como o plano afetará o setor privado do país.

Todos os departamentos federais seguirão o novo calendário a partir da virada do ano.

 

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).