A Disney desistiu de lançar o live-action de “Mulan” nos cinemas – pelo menos nos Estados Unidos. A maior aposta da gigante global do entretenimento para 2020, o filme será disponibilizado para aluguel diretamente na plataforma de streaming Disney+, antes prevista para chegar ao Brasil em setembro de 2020, agora adiada para novembro do mesmo ano.

Quando “Mulan” chega ao Brasil? A Disney faz mistério, e ao 6 Minutos, afirmou não tem previsão de quando e como o longa chegará ao país, apesar do comunicado à imprensa americana afirmar que nos países em que o Disney+ não está disponível, o filme permanece com estreia nos cinemas.

“Mulan” seria lançado no Brasil em 20 de março, porém devido a pandemia de coronavírus, foi primeiro adiado para 24 de julho, depois para 21 de agosto, até ser suspenso indefinidamente pela produtora.

Qual o prejuízo para a Disney? Para cobrir o vertiginoso orçamento de US$ 200 milhões investidos no filme, a Disney contava com um público tão grande quanto de suas outras produções em live action, como “A Bela e a Fera” e “Aladdin”, cujo arrecadamento foi na casa dos bilhões de dólares.

Com o fechamento das salas de cinema em todo o mundo, no entanto, o lucro de “Mulan” passa a depender, por enquanto, dos alugueis na plataforma de streaming, que custarão US$ 30 (cerca de R$ 159). O lançamento na internet também pode aumentar a margem para a pirataria do filme, apesar dos recursos de segurança do Disney+, que impedem a gravação de telas enquanto o filme é reproduzido,

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).