Portugal anunciou nesta quarta-feira que permitirá a entrada de turistas do Brasil, quase 18 meses depois de impôr a proibição de viagens não essenciais do país sul-americano para conter a disseminação do coronavírus.

Embora os brasileiros, que constituem a maior comunidade de expatriados de Portugal, tenham tido acesso permitido por motivos como trabalho, família ou saúde, o levantamento da proibição do turismo é há muito aguardado.

Portugal está agora aberto aos turistas da União Europeia que apresentem o certificado digital Covid-19 do bloco, bem como aos Estados Unidos, de onde os visitantes devem apresentar um resultado negativo à chegada.

Os viajantes do Brasil agora já não precisam ficar em quarentena, mas devem apresentar um teste negativo de Covid-19. A mesma regra se aplica a visitantes da Grã-Bretanha, de acordo com o governo português.

O Brasil teve mais de 20,7 milhões de infecções confirmadas por coronavírus e mais de 580.000 mortes devido ao vírus.

Passageiros de países como Japão, Austrália, Coreia do Sul, Arábia Saudita, Nova Zelândia, Cingapura e Canadá também poderão viajar para Portugal se apresentarem um teste negativo.

Os visitantes do Nepal, Índia e África do Sul são ainda obrigados a permanecer em quarentena durante 14 dias à chegada e só devem viajar por razões essenciais.

Portugal levantou a maioria das restrições com um plano em três fases, apoiado por uma rápida e eficiente implementação da vacinação.

Dados do Ministério da Saúde mostram que até quarta-feira, 73% da população estava totalmente vacinada.

(Reportagem de Catarina Demony)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).