A indústria cinematográfica aguarda ansiosa pelo novo suspense de Christopher Nolan: quantas pessoas irão ao cinema para assistir à superprodução “Tenet”, que estreia neste fim de semana nos Estados Unidos?

O filme, originalmente previsto para julho, marcará a reabertura das salas de cinema no país, fechadas desde março por causa da pandemia de coronavírus. Com orçamento de cerca de US$ 200 milhões, “Tenet” estreou internacionalmente na semana passada, começou a ser exibido em alguns cinemas americanos em 31 de agosto e será lançado em mais da metade dos cinemas dos Estados Unidos nesta sexta-feira, 4 de setembro.

O movimento é incomum. Normalmente, filmes de grande orçamento costumam estrear primeiro nos Estados Unidos, ou, no mínimo, concomitantemente em todo o mundo. No entanto, a Warner Bros optou por lançar “Tenet” primeiro nos mercados internacionais, onde os cinemas estão abertos há mais tempo.

“Será importante ter um blockbuster para reiniciar a indústria do cinema americana”, argumenta Rich Gelfond, CEO da Imax, que exibirá o filme em pelo menos 300 de suas salas nos Estados Unidos. “Veremos neste fim de semana quantas pessoas já se sentem seguras ao ir ao cinema.”

Os próximos dias serão bastante significativos para a indústria cinematográfica. Em 9 de setembro, a Disney lançará o aguardado remake de “Mulan” plataforma de streaming Disney +, disponível para aluguel por US$ 30. Embora o filme seja busque um público diferente do suspense de Nolan, ele colocará a prova uma nova alternativa para o lançamento de blockbusters – para o desgosto dos donos de cinemas.

Descontos e distanciamento

Apesar da retomada no calendário de estreias, as salas de cinema ainda funcionam com capacidade reduzida nos Estados Unidos, a fim de atenuar o risco de exposição ao coronavírus. Muitas redes, também, têm oferecido generosos descontos nos ingressos a fim de incentivar a volta do público. A líder da indústria AMC Entertainment Holdings Inc., por exemplo, está vendendo apenas 40% dos assentos disponíveis nos cinemas que reabriu.

Dentro desse contexto, se torna muito complicado mensurar o sucesso de “Tenet”. Nos cinemas fora do Estados Unidos, o filme arrecadou US$ 53,6 milhões, um número surpreendentemente alto, comparável ao do último filme de Nolan, “Dunkirk”, que estreou em 2017.

Espera-se que a bilheteria de “Tenet” varie entre US$ 15 milhões a $ 50 milhões. “Todos nós adoraríamos ver esse filme na casa dos dois dígitos milhões”, disse Rolando Rodriguez, CEO da Marcus Theatres, uma rede com sede em Milwaukee com mais de 1.100 salas.

“Tenet” estreia no Brasil em 15 de outubro. Confira o trailer:

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.