O avanço da vacinação permitiu que mais pessoas reativassem o sonho de viajar para outros países. Pesquisa encomendada pela Wise (ex-Transferwise) à Morning Consult revela que 62% dos brasileiros afirmam sentir mais vontade de viajar para o exterior agora do que nunca. E 28% planejam realizar uma viagem para o exterior nos próximos seis meses.

Mas já dá para sair viajando? Esse sonho de viagem internacional tem sido prejudicado pela crise financeira. Setenta por cento dos entrevistados disseram que a instabilidade financeira os tornou menos capazes de fazer viagens internacionais.

Quais são as outras barreiras para realização desse sonho? Os brasileiros apontam as taxas de câmbio infladas (60%) como a maior dificuldade. Já os americanos reclamam de alterações e atrasos inesperados no itinerário (46%) como um dos principais transtornos financeiros. Já os canadenses consideram o preço do hotel (46%) entre os maiores desafios financeiros ao viajar internacionalmente.

A conversão de moedas também é outro incômodo cambial que desafia financeiramente mais os brasileiros (32%) que os americanos (27%) e canadenses (17%).

Como os viajantes administram o dinheiro nas viagens ao exterior? A maioria dos viajantes brasileiros internacionais (62%) usa um cartão de crédito ou débito que permite o pagamento em moedas locais. Entre aqueles que convertem dinheiro em moedas locais, a conversão antecipada é a estratégia preferida no Brasil e no Canadá (ambos com 55%).

Quem mais tem vontade de viajar para fora? De acordo com a pesquisa, são os homens (32%), pessoas com renda acima de R$ 10 mil (37%) e os que têm entre 18 e 54 anos (60%).

Do que as pessoas sentem falta quando viajam para outro país? Entre as principais saudades de ir ao exterior, aprender sobre diferentes países e culturas aparece em primeiro lugar (69%), seguido de visitar novos pontos turísticos, como museus e igrejas (65%), e vivenciar outros ambientes que não encontram em seu país (61%).

A covid-19 não é um empecilho para as viagens? Os brasileiros são os mais preocupados (67%) com o desafio de garantir saúde e segurança em viagens internacionais, incluindo precauções com a Covid-19, em comparação com os americanos (60%) e os canadenses (57%).

Além disso, 48% dos brasileiros afirmam que variante Delta os deixou um pouco menos confortável para realizar viagens internacionais. O desconforto de viajar com a variante Delta circulando é maior entre canadenses (58%) e americanos (55%).

Como a pesquisa foi feita? Ela ouviu 1.500 viajantes do Brasil, Canadá e Estados Unidos em agosto. A margem de erro é de mais ou menos 4 pontos percentuais.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).