O impacto crescente do coronavírus no mundo levou a United Airlines a oferecer aos passageiros a isenção de multa por causa do cancelamento de passagens compradas em março. A isenção vale para qualquer destino no mundo e não apenas para países que hoje enfrentam problemas com a epidemia, como China e Itália.

“A United opera para muitos destinos em que o impacto não é significativo (do coronavírus). Mesmo assim, a empresa acredita que o poder de decisão de comprar uma passagem hoje pode ter um impacto e oferece essa segurança”, justificou o diretor jurídico e representante legal da americana no Brasil, Marcio Souto.

Segundo Souto, a política foi pensada para o mês de março, mas nada impede que a empresa possa ampliar ou reduzir esse prazo conforme o desenrolar da epidemia no mundo.

Na segunda-feira (dia 9), a Latam anunciou que não cobraria pela remarcarão de voos internacionais cujas passagens tenham sido emitidas entre os dias 6 e 22 de março, também por causa do coronavírus.

(Com Estadão Conteúdo)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).