Não tem gênero dominante na cozinha. Já no negócio de restaurante…

Chefs do sexo masculino atraem mais atenção do que as mulheres sob qualquer aspecto — das estrelas Michelin aos programas de TV e o ranking dos 50 melhores restaurantes do mundo, onde só cinco delas estão representadas.

Então, quem são as mulheres mais admiradas do universo gastronômico?

A Bloomberg perguntou para famosos chefs ao redor do mundo, que citaram suas favoritas, incluindo duas brasileiras:

PIA LEÓN (Lima)
León divide com o marido Virgilio Martinez as panelas do restaurante Central.

NIEVES BARRAGAN (Londres)
A espanhola Barragan abalou a capital britânica com sabores marcantes e cozinha autêntica, primeiro no Barrafina e agora em seu próprio restaurante, o Sabor.

ASMA KHAN (Londres)
Nascida em Calcutá, Khan empodera mulheres imigrantes no Darjeeling Express e recentemente participou do programa Chef’s Table.

RAVINDER BHOGAL (Londres)
Nascida no Quênia, Bhogal atuou como jornalista antes de abrir o Jikoni, que tem sua marca pessoal.

MANU BUFFARA (Curitiba)
Buffara foca em problemas sociais e ambientais no Manu, fazendo parcerias com produtores locais e da comunidade. Virgilio Martinez, do peruano Central, é um de seus admiradores: “O trabalho dela com a natureza e a educação no Brasil é superior. A abordagem e o entendimento dela sobre comida vão além do seu restaurante.”

DOMINIQUE CRENN (São Francisco)
Ela é responsável pelo Atelier Crenn, que recebeu três estrelas no guia Michelin.

ANGELA HARTNETT (Londres)
Hartnett é conhecida pelo estilo prático e pela culinária italiana moderna no Murano, também estrelado pelo guia Michelin.

RUTH ROGERS (Londres)
A americana abriu o River Café em Londres em 1987 com a sócia Rose Gray. Ainda é um dos restaurantes mais reverenciados do Reino Unido.

ANNE-SOPHIE PIC (Valence-FRA)
Pic tem na conta três estrelas Michelin pelo Maison Pic, no sudeste da França, e duas estrelas cada nos restaurantes dela em Londres e Lausanne.

CARME RUSCALLEDA (Barcelona)
A catalã garantiu três estrelas Michelin ao Sant Pau e agora comanda o Moments, onde se destaca pelos pratos inovadores inspirados na cozinha regional.

ELENA REYGADAS (Cidade do México)
A responsável pelo Rosettain estudou no Centro de Culinária Internacional em Nova York e trabalhou antes no Locanda Locatelli, em Londres.

HELENA PUOLAKKA (Helsinki)
A finlandesa à frente das panelas do Savoy foi treinada por lendas da gastronomia europeia como Pierre Gagnaire, Gordon Ramsay e Pierre Koffmann. “Ela trabalhou para mim durante anos e tocava meu restaurante. Ela era muito mandona na cozinha, mas uma chef de primeira qualidade”, revela Koffmann.

NADIA SANTINI (Canneto sull’Oglio-ITA)
Santini combina as tradições francesa e italiana no Dal Pescatore, localizado no norte da Itália.

CLARE SMYTH (Londres)
Por muito tempo, Smyth foi a guardiã das três estrelas Michelin de Gordon Ramsay. Hoje ela tem duas por conta própria, no Core by Clare Smyth.

HELENA RIZZO (São Paulo)
A dona do Maní cria pratos modernos com ingredientes nacionais. Ela é a eleita de Layo Paskin, DJ e dono do Palomar, em Londres: “O Brasil foi minha segunda casa por mais de 15 anos e escolhi Helena porque a combinação dos produtos do Brasil com as técnicas que ela aprendeu produz uma experiência empolgante.”

SAIMA THOMPSON (Londres)
Thompson tinha 29 anos quando descobriu um câncer. Ela é conhecida pelo blog Curry and Cancer e por servir comida autêntica do Punjabi junto com a mãe, Nabeela, no Masala Wala Cafe.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).