Desde que o Reino Unido deixou oficialmente a União Europeia, em 31 de janeiro de 2020, ficou estipulado um período de transição, até 31 de dezembro deste ano, para que os europeus possam se estabelecer por lá e solicitar o visto de residência, estudo e trabalho de forma simples e rápida.

Após esse prazo, quem quiser o benefício vai precisar preencher uma série de requisitos, como domínio do inglês, ter contrato de serviço, comprovar meios financeiros suficientes para se manter e vários outros – os mesmos solicitados para imigrantes de outras nacionalidades.

E o que os brasileiros têm a ver com isso? Todos os brasileiros com cidadania europeia têm direito ao visto temporário, chamado de pre-settlement scheme. Ele dá direito a morar, estudar e trabalhar no Reino Unido por 5 anos, e, após esse período, os interessados podem solicitar o visto permanente. Isso quer dizer que muita gente está correndo para os países britânicos antes que o ano acabe. Todo mundo que se mudar para lá até o dia 31 e tiver algum documento que prove sua residência por ao menos 1 dia nos últimos 6 meses fica apto a fazer o pedido.

Muita gente deixou para a última hora? Sim. Ou pela necessidade de ter mais tempo para arranjar dinheiro suficiente para a mudança (que em grande parte dos casos foi antecipada por causa do Brexit) ou por compromissos pessoais ou por causa da pandemia.

E é exatamente a descoberta recente de uma nova variante do novo coronavírus no Reino Unido que está deixando os brasileiros-europeus desesperados – não só pelo risco de doença. Isso porque exatamente agora, em dezembro, último mês possível para o benefício do visto facilitado, várias nações impuseram restrições de viagens aos países de lá – e muita gente teve voos cancelados.

O diretor de arte Guilherme Coral, que mora em Criciúma (SC) e possui cidadania italiana, foi para a Itália renovar seu passaporte e de lá seguiria para Londres, mas teve dois voos cancelados, nos dias 21 e 22/12. Vai tentar ir por trem, neste sábado (26). “Ainda tenho o risco de não conseguir. Assim, teria que voltar a morar no Brasil e mudar totalmente meus planos”, conta.

Ele compartilhou sua saga em um grupo de rede social e diz que encontrou muita gente na mesma situação. “Mais de 10 pessoas entraram em contato comigo e estamos nos ajudando, tentando achar alternativas, infelizmente sem sucesso até o momento. Um está tentando voar de Nice [França], outro está fazendo conexão em Portugal.”

Ricardo Féres também tem cidadania italiana, mas está tentando ir a Londres saindo do Brasil. A ideia dele era chegar lá neste domingo (27). “Com essas mudanças, eu nem sei se vou conseguir ir. Estou vendo o que faço.” Desde sexta (25), o Brasil proibiu a entrada de voos com origem ou passagem pelo Reino Unido. Isso fez com que muitas empresas aéreas, como a Latam, cancelassem temporariamente não apenas as viagens de lá para cá, mas também os voos saindo do Brasil.

Quantos europeus já solicitaram o visto no Reino Unido, desde o anúncio do Brexit? De acordo com dados oficiais, exatamente 4.478.800 pessoas fizeram o pedido do visto até 30 de novembro deste ano. Os dados são computados desde 30 de março de 2019, quando o sistema de regulamentação de residência dos europeus foi criado.

E o número total deve aumentar muito mais, porque o prazo para a formalização dos pedidos é só em junho de 2021 (o interessado precisa se mudar para o Reino Unido até o final deste ano, mas o pedido pode ser feito até 6 meses depois). Ainda segundo os órgãos oficiais, nos períodos de maior procura, os oficiais chegaram a registrar 20 mil solicitações por dia.

Vale a pena correr em busca do visto? Luciana Ferreira trabalhava como secretária em São Paulo e chegou a Londres no início deste mês, antes da turbulência de cancelamento dos voos. Fez o pedido do visto e já recebeu a confirmação. “Estou feliz demais! Tenho amigos que trabalham aqui [Reino Unido] e que conseguem se manter e ainda mandar um bom dinheiro para os familiares no Brasil. É o que eu pretendo fazer”, conta a paulistana de 28 anos, que tem cidadania portuguesa. “Viver em um país novo dá insegurança, você não sabe o que vai acontecer, tem que ficar sozinha, sem amigos. Mas sempre foi meu sonho vir pra cá, e graças a Deus eu consegui vir a tempo de conseguir meu visto. Tomara que todo mundo consiga também.”

Guilherme Coral
Crédito: Reprodução/Facebook

 

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).