Durante os dias úteis da semana, a newsletter do 6 Minutos oferece dicas culturais para seus leitores na seção After Market. Para ajudar você a aproveitar o fim de semana, reunimos as melhores opções e vamos organizá-las em algumas categorias. Boa diversão!

ASSISTA

DISTANCIAMENTO CRIATIVO – Os dramas, as incertezas e – por quê não? – os prazeres dos relacionamentos durante a pandemia de coronavírus costuram os oito episódios de “Distanciamento Social”, série da Netflix. Gravada no esquema cada-um-na-sua-casa, o elenco, que conta com Mike Colter, Danielle Brooks, Becky Ann Baker e Daniel Baker, foi responsável por toda a série, de roteiro a cenografia e iluminação. O resultado chega à plataforma de streaming nesta quinta-feira. Quem viu “Amor e Sorte”, da Globo, pode notar alguma semelhança entre as duas produções.

“ONE PIECE” – Se você gosta de mangás (os quadrinhos japoneses), sabe que essa série é um dos maiores sucessos do gênero não só no Japão, como no mundo tudo. E como bem diz uma regra não-escrita nesse universo: mangá que faz sucesso, vira anime e vai para a TV (ou aos cinemas). Por isso uma das dicas de hoje é a chegada de 60 episódios dessa história à Netflix. Se você não sabe do que se trata, damos uma palhinha para você. Estamos em um mundo dominado por piratas e ele é abalado por uma notícia bombástica: quando Gold Roger, o Rei dos Piratas, é preso e condenado à morte, conta que seu gigantesco tesouro (o One Piece que dá título à série) está escondido. E esse é o ponto de partida para o início de uma enorme caça ao tesouro.

VISITE (PRESENCIALMENTE)

EXPOSIÇÃO DO CCBB – Para quem já está começando a sair de casa, uma ótima opção é a exposição Egito Antigo, do Cotidiano à Eternidade, do CCBB, que só permitia visita virtual mas que foi aberta nesta sexta presencialmente após São Paulo entrar na fase verde. Com entrada grátis, a mostra fica em exibição até 3 de janeiro do ano que vem, com visitas com duração de 45 minutos. São 140 peças, entre esculturas, pinturas, sarcófagos e até uma múmia – os objetos vieram do maior museu egípcio do mundo, na Itália. Há algumas regras nesse retorno à visitação presencial: a entrada, de quarta a segunda das 9h às 17h, será apenas pela porta principal, com medição de temperatura e limite de 50 visitantes por grupo. Os ingressos precisam ser reservados pela internet.

JOHN LENNON NO MIS – Outra opção presencial que também reabre as portas nesta sexta é o MIS (Museu da Imagem e do Som). A instituição apresenta a exposição John Lennon em Nova York por Bob Gruen, que estava suspensa desde março por causa da pandemia. A exibição apresenta fotos de Bob Gruen, um dos maiores fotógrafos do rock, documentando a vida do ídolo britânico John Lennon quando ele morou na cidade de Nova York. Sextas, sábados e domingos das 12h às 18h, com ingressos de R$ 10 (meia entrada) a R$ 20.

VISITE (VIRTUALMENTE)

NÃO É PRECISO SE MOLHAR – Moda já nem tão nova da quarentena, as visitas virtuais a museus ajudam a distrair os pequenos. O Museu da Pesca de Santos é um desses espaços que reproduziu virtualmente sua estrutura física e parte do acervo para que todos possam se entreter obedecendo às medidas de restrição de circulação e distanciamento social. Enquanto o local não reabre em razão da pandemia, é mais uma opção para mostrar um pouco do mar e seus habitantes para a criançada.

LEIA

PARA ADULTOS – Na infância, alimentamos a ilusão de que a maturidade trará respostas para tudo. Quem envelheceu sabe que não é bem assim. A leve frustração e os desafios da vida adulta são abordados com ironia por Emma Jane Unsworth no livro “Adultos”, que a editora Intrínseca lança hoje. Na trama, Jane McLaine, de 35 anos, tenta manter o retrato de uma vida perfeita nas redes sociais, enquanto acumula problemas na vida real. A obra está disponível na versão física e ebook.

“A REPÚBLICA DAS MILÍCIAS” – Bruno Paes Manso é jornalista, economista, cientista político e pesquisador do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (USP). Conhecido pelo livro “A Guerra: a ascensão do PCC e o mundo do crime no Brasil”, em parceria com a socióloga Camila Nunes Dias, lançado em 2018, agora ele direciona sua atenção para um livro-reportagem que explica a origem, o fortalecimento e o domínio das organizações paramilitares que dominam uma parte cada vez maior do estado do Rio de Janeiro. O subtítulo da nova obra – “Dos esquadrões da morte à era Bolsonaro”–, mostra a extensão do esforço de Paes Manso. Recém-lançado, o livro tem preço mais camarada na versão para Kindle, que sai por R$ 35,91.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.