Durante os dias úteis da semana, a newsletter do 6 Minutos oferece dicas culturais para seus leitores na seção After Market. Para ajudar você a aproveitar o fim de semana, reunimos as melhores opções e vamos organizá-las em algumas categorias. Boa diversão!

ASSISTA

“A ÚLTIMA CARTA DE AMOR”
Esse romance da Netflix acompanha duas protagonistas em épocas diferentes: a dona de casa dos anos 60 Jennifer (Shailene Woodley) e Ellie (Felicity Jones), uma jornalista dos dias atuais. Ao vasculhar os arquivos do jornal onde trabalha, Ellie descobre cartas trocadas entre Jennifer e seu amor proibido. Ela vai atrás de Jennifer para descobrir como terminou essa história de amor.

“GUERRA DO AMANHÔ
Nesse filme da Amazon Prime Video, Chris Pratt interpreta o tranquilo professor de biologia Dan Forester, que é convocado a participar de uma missão de guerra no futuro contra alienígenas. Isso acontece porque os monstros já mataram quase toda a população mundial e os combatentes do futuro precisam da ajuda do passado para garantir a sobrevivência da humanidade. No futuro, ele terá a chance de lutar ao lado da filha Muri.

MARCAS DA INTOLERÂNCIA
Sempre que a sociedade dá uma guinada conservadora, surgem vozes defendendo a “cura gay” por meio de controversas terapias de conversão para homossexuais. O documentário “Pray Away”, que estreia na Netflix no dia 3 de agosto, investiga a ascensão e queda do Exodus International, um grupo fundado com essa finalidade por membros de uma igreja evangélica, nos Estados Unidos, na década de 70. Eles propunham uma espécie de expurgo da homossexualidade por meio de orações. Contundente e ainda bastante atual, o documentário usa depoimentos íntimos de membros e ex-líderes da seita para mostrar as consequências devastadoras que essas “terapias” causam não apenas às suas vítimas, mas à comunidade LGBT como um todo. Indicado como melhor documentário no Festival de Cinema de Tribeca.

“UMA MULHER ALTA”
O longa-metragem do russo Kantemir Balagov é uma adaptação da obra “A guerra não tem rosto de mulher”, da vencedora do Prêmio Nobel Svetlana Aleksiévitch. A película retrata o cotidiano de Iya e Masha, duas jovens mulheres que tentam encontrar esperança e significado em uma Rússia destroçada pela Segunda Guerra Mundial. Ainda que o cerco de Leningrado tenha chegado ao fim, a reconstrução de suas vidas se mantém permeada por morte e trauma. O filme fica disponível gratuitamente na plataforma Sesc Digital até 21 de agosto.

LEIA

“FORASTEIROS”
Antes de qualquer coisa, Rodrigo Barneschi é um torcedor de arquibancada. São mais de mil jogos em quase 80 estádios pelo mundo. E é essa a experiência que o jornalista conta em “Forasteiros”: a do torcedor visitante, aquele que viaja longas distâncias e enfrenta condições adversas para ver seu time jogar. É um livro sobre torcidas, caravanas de ônibus, epopeias aeroportuárias, caminhadas torcedoras e batalhas campais. As crônicas que compõem o volume percorrem de decisões de Libertadores a jogos esquecidos pelo interior paulista, de duelos aguerridos em estádios grandiosos a experiências quase antropológicas em pequenas canchas de Buenos Aires. A obra, que tem prefácio de Luiz Antonio Simas e fotos de Gabriel Uchida, está em pré-venda exclusiva na loja da Editora Grande Área, responsável pela publicação. (ah, e caso você queira saber, o time do Barneschi é o Palmeiras).

“QUALQUER LUGAR MENOS AGORA”
O livro de estreia do escritor João Paulo Cuenca pela Record reúne textos sobre visitas feitas por ele a diversos destinos. Por meio de crônicas, Cuenca transporta os leitores para bares em Nova York e Tóquio, manifestações de rua em Paris e Istambul, pistas de dança em Cabo Verde e no Vietnã, ou karaokês em Bangkok e no Rio. A obra, com lançamento previsto para 16/08, já está em pré-venda pelos sites de algumas livrarias de rua.

COMA

O PRÓXIMO HYPE DO CENTRO
Não é de hoje que a região central concentra os comes e bebes mais descolados da cidade, em contraponto à cena cada vez mais gentrificada de Pinheiros. Forte candidato a próximo hype do pedaço, o novíssimo Cora se esconde no topo de um edifício dos anos 70 em frente ao Minhocão – o mesmo que tem, no piso térreo, a pizzaria Divina Increnca e a livraria Gato Sem Rabo (que só vende livros escritos por mulheres). A cozinha do chef argentino Pablo Inca, discípulo de Paola Carosella, tem os dois pés no contemporâneo, com direito a opções vegetarianas como a inusitada salada de caqui, cacau, queijo de ovelha e ervas frescas. Por ora, a casa abre apenas no jantar de quinta a sábado e almoço no sábado e domingo, com capacidade reduzida. Por isso, é melhor reservar pelo Instagram.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).