Em meio ao stress que o home office vem provocando em muitos trabalhadores, as pessoas parecem não ter muita dúvida sobre o melhor local que escolheriam para trabalhar remotamente: a praia. O destino foi apontado por 63% dos brasileiros ouvidos por uma pesquisa feita pela plataforma de reservas Booking.com, seguido de locais com muita natureza ou parques (56%) e na casa de familiares (44%).

O levantamento ouviu 47,7 mil pessoas no mundo todo, cerca de 2.000 delas por aqui, e mostrou, entre outras descobertas, que a pandemia aguçou o desejo por novos ares: 88% dos ouvidos no Brasil disseram que viajam para tirar um tempo para descansar a mente e 81% que são motivados pela vontade de redescobrir bons momentos do passado em viagens.

Esse desejo de relembrar lugares visitados foi o mais alto entre as diferentes nacionalidades ouvidas na América Latina (além do Brasil, Argentina, Colômbia e México).

“Quando se trata de fatores que contribuem para a definição do destino de uma viagem, 90% dos brasileiros preferem lugares com cenários de belezas naturais, empatados com os argentinos e mexicanos”, apontou a Booking.com no material de apresentação da pesquisa”.

Em tempos de coronavírus, a prioridade é a segurança: 89% afirmaram que querem ir a hospedagens que prezam pela limpeza. Em seguida, nessa lista do que é mais atrativo para o turismo, vem uma culinária local saborosa (86% dos pesquisados) e belas praias (85% dos ouvidos).

Viagens domésticas ganham peso

Mais da metade dos entrevistados disseram que preferem viagens domésticas a internacionais (54%).

Quase todos os ouvidos (94%) disseram que se sentem encorajados a continuar viajando para destinos dentro do Brasil no futuro. “Além disso, 79% disseram que viagens domésticas permitem que eles viajem mais com amigos e familiares de uma forma que as internacionais não fazem”, apontou a plataforma.

Entre os tipos de acomodação preferidos, a lista é encabeçada por hotéis (53%) e resorts (37%). A maior parte dos pesquisados disseram ainda que gostariam de viajar na baixa temporada (67%), já que consideram que os destinos estarão menos lotados, com preços mais atrativos e menor risco de contrair covid-19.

 

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).