Um número crescente de crianças e jovens americanos morreram por suicídio nos últimos anos, e a pandemia de Covid-19 ameaça continuar a tendência.

As taxas de suicídio entre jovens de 10 a 24 anos aumentaram 57% entre 2007 e 2018, segundo dados divulgados nesta semana pelo National Center for Health Statistics. Os casos passaram de 7 por 100 mil habitantes para quase 11 por 100 mil. Comparando as médias de três anos de 2007 a 2009 para o período entre 2016 e 2018 trouxe o aumento para 47%.

A taxa de suicídio nos EUA entre todas as faixas etárias era de 14 por 100 mil em 2018.

“Há muitos motivos para suspeitar que as taxas de suicídio também aumentarão este ano, não apenas por causa da Covid-19, mas porque o estresse e a ansiedade parecem estar permeando todos os aspectos de nossas vidas”, disse Shannon Monnat, codiretora do Laboratório de Saúde da População na Universidade de Syracuse.

A taxa de suicídio foi mais alta em mais estados rurais, incluindo Alasca, Dakota do Sul, Montana, Wyoming e Novo México. O Alasca liderou essa lista com 31,4 jovens suicidas por 100 mil habitantes.

Os estados do nordeste – incluindo Nova Jersey, Rhode Island, Nova York, Connecticut e Massachusetts – apresentaram as taxas mais baixas. Apesar de seus números relativamente pequenos, Nova Jersey teve um aumento de 39%, Nova York teve uma alta de cerca de 44% e Massachusetts apresentou um salto de 64%.

As taxas mais que dobraram em New Hampshire, e a maioria dos estados apresentou um aumento entre 30% e 60%.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).