A produção global de smartphones deve cair 16,5% no segundo trimestre em relação ao mesmo período de 2019, totalizando apenas 287 milhões de unidades. Apesar de as cadeias de fornecimento terem sido retomadas após semanas de paralisação, a pandemia de coronavírus atingirá a demanda com mais força. As informações são da empresa de pesquisa TrendForce.

Como a pandemia já afetou o mercado?  No primeiro trimestre já havia sido registrada uma queda de 10% na produção mundial. Na época, a pandemia tinha se espalhado e atingido o pico na China, e começava a varrer a Europa e os Estados Unidos.

A TrendForce reduziu sua previsão de produção anual para 1,24 bilhão de smartphones, queda de 11,3% em relação a 2019, quando 1,35 bilhão de unidades foram produzidas.

“A pandemia agora está causando efeitos no lado da demanda do mercado de smartphones, afetando as principais economias do mundo”, disse a TrendForce.

O TrendForce estima que a produção do iPhone caiu quase 9%, para cerca de 38 milhões de unidades no trimestre encerrado em março, e espera uma queda adicional de 2 milhões de unidades no trimestre atual.

Quais fabricantes devem ser mais prejudicadas? Samsung e Apple devem manter suas posições de primeiro e terceiro lugar no ranking, mas espera-se que ambas percam participação de mercado para as rivais chinesas.

A participação de mercado da Apple cairá para 12,6% neste trimestre, ante 13,5% no último, enquanto a da Samsung diminuirá 3 pontos percentuais, para 20,3%, no segundo trimestre, segundo a TrendForce.

“As marcas chinesas estão exercendo pressão contínua sobre a Samsung nos mercados do sudeste asiático e indiano a cada dia”, acrescentou a empresa.

A Huawei, que viu o crescimento da receita desacelerar acentuadamente no primeiro trimestre, deve produzir cerca de 48 milhões de telefones no trimestre para atender à recuperação da demanda doméstica, um aumento de 2 milhões em relação ao primeiro trimestre, afirmou a TrendForce.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.