A Roche acelera os esforços para aumentar rapidamente a oferta de tratamentos com anticorpos contra a Covid-19. A empresa planeja fazer as primeiras entregas no primeiro trimestre do próximo ano, de acordo com o diretor-presidente da farmacêutica, Severin Schwan.

A empresa de biotecnologia americana Regeneron Pharmaceuticals entrou com pedido de autorização emergencial nos Estados Unidos para um coquetel de anticorpos no qual trabalha com a Roche e que pode ser concedida “muito em breve”, disse Schwan na sexta-feira em entrevista à Bloomberg Television.

“Na Roche, poderemos fornecer suprimentos no primeiro trimestre”, acrescentou, alertando que a disponibilidade será inicialmente limitada e deve ser reservada para pacientes de alto risco.

A capacidade combinada das duas empresas no próximo ano será de cerca de 2 milhões de doses, disse Schwan. O volume é cerca da metade do número de novos casos de Covid-19 identificados globalmente na semana passada, de acordo com a Organização Mundial da Saúde.

A necessidade de uma ampla variedade de tratamentos ganha relevância quando algumas terapias esperadas, como o antiviral remdesivir da Gilead Sciences, ficam abaixo das expectativas.

“Estamos trabalhando duro para aumentar a produção o mais rápido possível”, disse Schwan. “Independentemente de outras terapêuticas, a demanda por coquetéis de anticorpos ultrapassará em muito a oferta, então temos que nos certificar de que direcionamos realmente os grupos de pacientes certos.”

No longo prazo, a Roche faz planos para aumentar a capacidade, disse. As empresas assinaram um acordo para trabalharem juntas no coquetel que combina dois anticorpos em agosto. A Regeneron distribuirá o medicamento nos Estados Unidos, enquanto a Roche será responsável pela distribuição em outros lugares.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).