O México começou a definir datas para a reabertura de negócios em metade do país na próxima semana, mesmo com os aumentos na sexta-feira de 5.222 na quantidade de casos e de 504 no número de mortes.

Como será a reabertura? O governo federal anunciou que a partir de segunda-feira, metade dos 32 Estados do México poderá iniciar uma reabertura limitada de hotéis e restaurantes e uma reabertura mais ampla de mercados. Fábricas podem retomar as operações se tomarem medidas de segurança.

O plano se baseia em um esquema de quatro cores, no qual os Estados com as piores condições são de cor vermelha e os que estão fazendo progressos são laranja. Os Estados acabariam mudando para amarelo e depois verde à medida que as condições melhorassem.

Os Estados a reabrir são aqueles que apresentam taxas decrescentes de hospitalizações pelo novo coronavírus, taxas mais baixas de infecção e proporções aceitáveis de leitos hospitalares disponíveis. Estão incluídos Estados que abrigam resorts como Cancún e Los Cabos, mas não Huatulco ou Acapulco.

Como estão os casos lá? O total de casos confirmados agora no país é de 139.196, e o de mortes é de quase 16.450.

A Cidade do México é de longe a parte mais atingida do país e não foi incluída na lista federal de Estados que poderão reabrir. Mas o governo da Cidade do México anunciou na sexta-feira seu próprio plano de reabertura que começará na próxima semana. Isso envolve a eliminação das restrições à condução de veículos e a retomada de indústrias e negócios locais se atenderem aos padrões sanitários.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).