Quando a pandemia acabar, tudo indica que mais brasileiros terão uma conta bancária para chamar de sua. Dos cerca de 65 milhões de pessoas que estão recebendo o auxílio emergencial, 40 milhões sequer tinham acesso a um banco. Agora têm, e usam um aplicativo ou site para movimentar o dinheiro.

Foi o que destacou o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, em coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira (26). Ele disse que a política do auxílio emergencial também está sendo usada como inclusão digital e financeira, já que pessoas precisaram recorrer a essas duas frentes para ter acesso ao benefício.

Dos 40 milhões até então desbancarizados, 25 milhões eram bastante informais e outros 15 milhões são de extrema baixa renda.

Guimarães revelou ainda que 40% dos recursos depositados na conta do Caixa Tem, o aplicativo desenvolvido pela Caixa exclusivamente para pagamento do auxílio emergencial, está sendo usado com boletos de água e luz, estabelecimentos comerciais e compras pela internet. O valor transacionado nesse tipo de despesa deve crescer para 60%, acompanhando a abertura gradual da economia.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).