Por David Shepardson

WASHINGTON (Reuters) – O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos revisou nesta sexta-feira suas orientações para os norte-americanos sobre o uso de máscaras, recomendando utilizar “a máscara mais protetora possível”, embora a agência não tenha pedido uso nacional das máscaras N95.

O CDC esclareceu em seu site “que as pessoas podem escolher respiradores como N95s e KN95s, incluindo a remoção de preocupações relacionadas à falta de suprimentos para N95s”. Acrescentou que os cidadãos devem “usar a máscara mais protetora que puderem, que se encaixe bem e que vocês usarão de forma consistente”.

O CDC disse que “embora todas as máscaras e respiradores forneçam algum nível de proteção, os respiradores adequadamente ajustados fornecem o mais alto nível de proteção”.

Os casos de covid-19 nos EUA dispararam e mais norte-americanos têm optado por proteção de grau mais alto.

Os Estados Unidos relataram 1,35 milhão de novas infecções por coronavírus na segunda-feira, batendo o recorde global de casos diários em qualquer país. Estima-se agora que a variante ômicron seja responsável por 98,3% do total de novos casos que circulam no país, segundo o CDC.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).