As pessoas que estão rigorosamente isoladas vêm caindo semana a semana. Na quarta semana de agosto, 38,9 milhões de pessoas seguiram essa medida de isolamento. Isso representa uma queda de 6,5% em relação aos 41,6 milhões que estavam nessa situação na terceira semana. Os dados são da pesquisa Pnad Covid, divulgada hoje pelo IBGE.

A coordenadora da pesquisa, Maria Lucia Vieira, diz que há relação entre o aumento das pessoas em busca de trabalho e a flexibilização do isolamento.

“A gente está vendo uma maior flexibilidade das pessoas, uma maior locomoção em relação ao mercado de trabalho, pressionando o mercado de trabalho, buscando emprego. E esses indicadores ficam refletidos no modo como eles estão se comportando em relação ao distanciamento social”, diz Maria Lucia.

Na quarta semana de agosto, 1,1 milhão de pessoas passaram a procurar emprego, elevando o número de desempregados para 13,7 milhões de pessoas.

De acordo com a pesquisa, a parcela da população que ficou em casa e só saiu por necessidade permaneceu estável em 88,6 milhões de pessoas.

Também ficou estável o total dos que não fizeram restrição: 5 milhões de pessoas. Os que reduziram o contato, mas que continuaram saindo de casa ou recebendo visitas são 77 milhões de pessoas.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.