O governo de São Paulo deve anunciar hoje o adiamento da volta às aulas no Estado. Inicialmente, a expectativa era que as escolas pudessem voltar a receber os alunos presencialmente a partir de 8 de setembro, mas o retorno dependia da evolução da maioria do estado para a fase amarela da quarentena, o que não aconteceu. A informação foi antecipada pela rádio CBN hoje (dia 7) de manhã.

Hoje, a maior parte das regiões paulistas está classificada como laranja ou vermelha, o que indica que a contaminação e a hospitalização de pacientes por covid-19 segue alta. Somente a região metropolitana e as cidades do entorno de Araraquara estão classificadas como amarelas.

O plano de reabertura das escolas determinava que as aulas só seriam retomadas se 80% das regiões do estado permanecessem na fase amarela por 28 dias. Como esse prazo está se esgotando agora e a situação no interior segue ruim, o governo de João Doria (PSDB-SP) decidiu adiar a volta às aulas para o início de outubro. Mas até mesmo essa data é incerta, pois continua a depender do avanço das regiões do estado para a fase amarela.

Acolhimento opcional

O governo também deve anunciar uma permissão para que as escolas façam um acolhimento e adaptação dos alunos a partir de setembro, caso desejem. Essa concessão serve para aplacar os ânimos principalmente das escolas particulares, que pressionam o governo para que a volta às aulas aconteça o mais breve possível.

As regras para essa reabertura opcional devem ser anunciadas na coletiva de hoje, marcada para as 12h45.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.