Com a taxa atual de desemprego beirando os 15%, não é de se estranhar que o LinkedIn seja a rede social que mais cresce em novos perfis, chegando a três por segundo. No Brasil, já são aproximadamente 50 milhões de usuários ativos.

Só 5% do público, no entanto, conhece a totalidade das ferramentas oferecidas pela plataforma. “Mais importante do que ter um perfil é entender como lidar com o LinkedIn de forma estratégica. Não apenas para encontrar vagas, mas para gerar links, fazer prospecções corporativas, incrementar seu networking e fechar negócios”, diz Alessandro Feijó, fundador da Dr. LinkedIn, empresa especializada na otimização e gestão de perfis profissionais.

A seguir, ele destaca 21 dicas para aumentar sua visibilidade, criar engajamento e fortalecer sua marca na maior rede profissional do mundo.

Escreva um resumo objetivo, atrativo e instigante

Aproveite esse campo de destaque para caprichar no seu “elevator pitch”. Usando no máximo 2 mil caracteres, apresente quem você é como profissional, suas habilidades, motivação e interesses, deixando bem claro as “dores” que está preparado para resolver.

Utilize uma foto de perfil que combine com o tom profissional da plataforma

Nada, portanto, de fotos antigas nem glamourosas ou descontraídas demais. O ideal é destacar bem o rosto e não esquecer de sorrir. Fique atento à qualidade da imagem e, de preferência, opte por um fundo neutro.

Invista em uma boa imagem de capa

Cerca de 80% dos perfis do LinkedIn não apresentam banners personalizados. Assim como a foto, recomenda-se uma imagem que transmita profissionalismo e credibilidade.

Personalize sua URL

Nove entre 10 usuários da rede não customizam o link que leva a seu perfil, utilizando a sopa de letras criada pela própria plataforma. O mais recomendável é usar seu nome e as iniciais de seu sobrenome. Exemplo: https://www.linkedin.com/in/bernardovs/.

Tenha um “perfil campeão”

É assim que o LinkedIn chama um perfil completo, com o máximo de seções preenchidas, o que faz com que você apareça mais nos resultados de pesquisa.

Customize suas mensagens de pedido de conexão

Quebre o gelo e aproveite para explicar por que gostaria de se conectar com aquela pessoa em especial. Desse modo, a possibilidade de ela aceitar seu convite cresce em mais de 90%.

Solicite recomendações apenas para quem conhece (bem) você e o seu trabalho

As recomendações do LinkedIn funcionam como uma espécie de prova social e podem ser conseguidas por meio de solicitações ou de modo espontâneo. O ideal é exibir pelo menos três delas em seu perfil.

Participe ativamente de grupos de seu interesse e nicho de atuação

Eis uma excelente maneira de compartilhar seus insights e experiências, pedir orientação, construir conexões importantes e direcionar melhor sua comunicação. Você também pode criar um novo grupo com foco em um tópico ou setor específico.

Aproveite as novidades da plataforma

Como, por exemplo, os Stories (que desaparecem 24 horas após a publicação), o LinkedIn Live (que permite gravações ao vivo) e o Cover Story (que possibilita aos usuários acrescentar na foto do perfil um vídeo de até 30 segundos).

Faça “testes de competência” e ganhe certificados digitais

O LinkedIn Learning oferece mais de 16 mil cursos em vídeo, pagos e gratuitos, ministrados por especialistas dos mais diversos setores. Após participar de um deles, não deixe de realizar uma prova de conhecimento sobre o conteúdo aprendido, que em geral consiste em 15 questões de múltipla escolha. Se sua nota for de oito para cima, você recebe um certificado digital para incluir no seu perfil.

Adicione trabalhos voluntários

Pesquisas afirmam que 41% dos empregadores consideram o trabalho voluntário tão importante quanto o trabalho remunerado. Adicionar suas experiências voluntárias no LinkedIn é uma maneira de mostrar que você é engajado e se preocupa com outras questões no dia a dia, além, é claro, de tornar seu perfil mais interessante.

Destaque sua internacionalidade

Você pode criar perfis adicionais nas línguas que quiser.

Parabenize suas conexões de primeiro grau

As felicitações valem para aniversário, mudança de empresa, promoções etc. Mas, atenção: não basta um mero “parabéns”. A mensagem deve ser personalizada e próxima, a fim de estabelecer um laço de confiança com sua rede de contatos.

Lance enquetes periódicas sobre determinado assunto, produto ou serviço e acompanhe os resultados em tempo real

Acredite: os usuários do LinkedIn adoram responder pesquisas, que preveem de duas a quatro opções de respostas e duração de um dia a duas semanas. Recomenda-se postá-las no início da manhã ou da tarde, horários nos quais as pessoas mais consomem conteúdo na plataforma.

Crie e siga hashtags

Inseridas nas publicações, elas tornam seu conteúdo rastreável, além de permitir que você encontre assuntos relevantes e interaja com pessoas e empresas.

Use filtros avançados para turbinar sua busca por trabalho

A maioria das vagas inclui o botão “Candidate-se”, que demanda preenchimento de cadastros nos portais das empresas ou nos sites de emprego. Algumas vagas, no entanto, incluem a opção “Candidatura Simplificada”, que facilita a vida dos usuários ao permitir o envio de uma cópia de seu currículo diretamente para o contratante.

Siga empresas de seu interesse – e os Top Voices

Seguir as empresas que mais admira e nas quais gostaria de trabalhar permite ficar a par de suas publicações e novidades. Outra vantagem é que, caso surjam vagas, você é automaticamente notificado. Acompanhar os perfis das maiores referências do LInkedin, os chamados Top Voices, por sua vez, ajuda você a ficar por dentro dos melhores conteúdos da plataforma, incrementar suas chances de expandir sua rede e descobrir novas oportunidades.

Tenha voz

Mais do que recompartilhar publicações públicas de outros usuários e adicionar nelas seus próprios comentários para compartilhar com sua rede, é importante criar textos de próprio punho. Um ou dois por semana, em média. Afinal, quanto mais as pessoas conhecem sobre você, maiores as chances de se aproximarem.

Pratique os 4 C’s do LinkedIn: Conectar, Comentar, Curtir e Compartilhar

Quanto mais mesclar suas atividades, maior a sua capacidade de “se vender” na rede social profissional.

Mantenha vivo o seu perfil

Ao contrário do currículo tradicional, que em geral ficamos um bom tempo sem mexer, o LinkedIn é um registro dinâmico da sua vida profissional e precisa ser frequentemente atualizado. Sendo assim, não deixe de dar aquele upgrade nele sempre que alguma coisa diferente ou relevante acontecer, como a aquisição de uma competência nova ou um curso recém-realizado.

Acompanhe os resultados do seu SSI

De 0 a 100, o social selling index (em português, “índice de venda social”) é dividido em quatro áreas: a capacidade de estabelecer uma marca profissional, de encontrar as pessoas certas, de se envolver e de construir relacionamentos. Quanto mais relevante a sua atividade na plataforma, maior será a sua pontuação. O esforço é recompensador. De acordo com pesquisa do próprio LinkedIn, os que mais se destacam no SSI conquistam 45% mais oportunidades, são promovidos 17 meses mais cedo e têm 51% a mais de probabilidade de atingir suas metas de vendas.

 

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).