A OMS (Organização Mundial da Saúde) reconheceu o Burnout como a síndrome resultante do estresse crônico no trabalho que não foi administrado com sucesso.

O problema se caracteriza principalmente pela sensação de esgotamento, cinismo ou sentimentos negativos relacionados ao trabalho e eficácia profissional reduzida.

Ana Paula Tognotti, psicóloga da plataforma Zenklub, disse que antes dos sintomas aparecerem há uma fase inicial caracterizada por hiper produtividade. “São muitas horas trabalhando e realizando entregas complexas em um período expressivamente mais curto que o usual. Não há autocrítica de que isso não é normal.”

As fases seguintes são:

Exaustão física e emocional

Com sintomas como fadiga crônica, insônia, esquecimento e dificuldade de concentração e atenção, dores físicas, maior probabilidade de desenvolver outras doenças, ansiedade e depressão e sinais de ineficácia

Falta de realização

Perda de prazer, pessimismo, isolamento, sentimentos de apatia e desesperança e irritabilidade aumentada).

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).