Conselhos de empresas onde se nota a falta de diversidade frequentemente argumentam que não conseguem encontrar mulheres qualificadas para cargos de direção. Os dados contam outra história.

O percentual de integrantes de conselhos do sexo feminino e com expertise financeira é igual ou superior ao percentual de homens com credenciais semelhantes, segundo dados divulgados na segunda-feira pela MSCI ESG Research como parte de um relatório anual sobre mulheres nos conselhos.

Isso indica que conselhos com diretoras não recorreram a candidatas menos qualificadas e que a desigualdade de gêneros não acontece por falta de oferta. Aproximadamente 80% dos diretores das empresas componentes do índice Russell 3000 são homens.

Nos mercados emergentes, as mulheres nos conselhos são mais propensas que os homens a ter expertise financeira, como histórico de atuação como diretora financeira, profissional de contabilidade, analista de renda variável ou outra função do tipo, segundo o estudo da MSCI, que analisou cerca de 30.000 diretores de companhias de capital aberto no mundo inteiro.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.