O diretor-presidente da Apple, Tim Cook, disse que está impressionado com a capacidade dos funcionários de trabalhar remotamente. O executivo prevê que alguns novos hábitos de trabalho permanecerão após a pandemia.

Durante entrevista durante o The Atlantic Festival na segunda-feira, Cook disse que a Apple desenvolveu produtos, incluindo os novos Apple Watch e iPad, que estão sendo lançados no prazo este ano, apesar da necessidade de muitos funcionários trabalharem fora do escritório devido à Covid-19.

Cook não acredita que a Apple “voltará a ser como era porque descobrimos que existem algumas coisas que realmente funcionam muito bem virtualmente”.

Opiniões divergentes

Os comentários contrastam com as opiniões de outros executivos, como Reed Hastings, da Netflix, que recentemente classificou o trabalho remoto como negativo, e Jamie Dimon, do JPMorgan Chase, que alertou para um estrago duradouro se os funcionários não voltarem aos escritórios em breve.

Cook disse que 10% a 15% dos funcionários da Apple voltaram aos escritórios e que espera que a maioria possa retornar ao novo campus da empresa no Vale do Silício no próximo ano.

O CEO disse que vai ao escritório em diferentes momentos durante a semana e destacou que o trabalho remoto “não é como estar fisicamente junto”. Trabalhar no escritório desperta a criatividade, como durante reuniões improvisadas, acrescentou.

O executivo da Apple também afirmou que a empresa se concentra em políticas e não na “política” quando questionado sobre suas discussões com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Cook também foi questionado sobre quanto tempo pretende estar no comando da gigante de tecnologia com sede em Cupertino, Califórnia. “Veremos”, disse. “Em algum momento, claro, todos fazemos algo diferente.”

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.