Nunca houve tantos brasileiros operando na Bolsa de Valores. O número de CPFs cadastrados na B3 praticamente dobrou em 2020, saltando de 1.681.033 em dezembro de 2019 para 3.229.318 ao final do ano passado. Boa parte desses novos investidores procurou ativos de maior risco de olho na rentabilidade.

E é aí que mora o perigo. Não existe fórmula mágica para ganhar dinheiro de uma hora para outra. Para construir patrimônio e investir certo é preciso disciplina, planejamento e conhecimento dos produtos financeiros.

Pensando nisso, o Prof. Liao, professor do Insper e Head de Educação do C6 Bank, preparou uma série de vídeos com o passo a passo para ajudar o investidor a fazer o seu patrimônio crescer.

No primeiro episódio da série “Investidor C6”, ele fala sobre as 3 etapas para quem quer começar a investir.  Abaixo, a íntegra do vídeo.

1. Reserva de emergência

A reserva de emergência nada mais é do que uma quantia suficiente para cobrir, no mínimo, 3 meses de todos os seus gastos. Esse dinheiro deve ser investido em renda fixa, em produtos seguros e que permitem o resgate imediato. Como o próprio nome diz, o dinheiro deve ser gasto apenas com emergências. E, caso ele precise ser usado, refaça a sua reserva assim que possível.

Um alerta importante: a reserva não pode ficar na conta corrente, misturada com o dinheiro do dia a dia.

2. Renda complementar

Antes de investir, é preciso planejar o futuro. O primeiro passo é definir uma renda que permita que você viva com o padrão desejado. A partir daí, estabeleça uma estratégia para poupar todo mês para atingir esse objetivo. Uma forma de manter o foco e a disciplina é investir em produtos de previdência privada com aportes automáticos. Outros produtos que funcionam bem para esse objetivo são os títulos indexados à inflação (títulos públicos do tipo IPCA+, por exemplo) ou uma carteira diversificada de ações.

3. Investimentos de risco

Cumpridas as duas primeiras etapas, é possível pensar em investir em ativos com maiores riscos. Escolha aqueles produtos que você saiba como funcionam ou que esteja disposto a estudar. Fundos imobiliários, fundos multimercado e ações são bons para os investidores iniciantes. Atenção: só aumente sua exposição a produtos mais arriscados a medida em que você adquira mais familiaridade com eles.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).