Quando alguém precisa procurar um produto ou serviço, sites de busca e redes sociais passaram a ser a principal solução. Esses serviços são capazes de posicionar a empresa para que ela apareça nas primeiras páginas de quem procura algo na internet.

Esse posicionamento pode ser pago ou pode ser consequência de um eficiente trabalho de seleção de palavras, para otimizar a exibição do seu site nos resultados que surgem em um mecanismo de busca.

Esse trabalho de otimização e seleção das palavras, sem custos, é chamado de SEO (search engine optimization). Ele consiste em montar a estrutura dos sites, textos e promoções de forma que contenham palavras com maior chances de serem utilizadas por um consumidor quando ele acessa um site de busca.

Por exemplo, para uma empresa de material de limpeza residencial, é indicado que no início das frases sejam colocadas palavras como “limpeza” e “residência”. Elas são as chamadas palavras-chave.

O SEO é uma parte de um sistema maior, que engloba todas as estratégias para os mecanismos de busca, incluindo os anúncios pagos. Este sistema maior se chama SEM (search engine marketing).

“A palavra-chave é tudo. Se você faz uma campanha na TV, a ideia é que ela fique bem-posicionada em um site de buscas. Empresas de maior porte costumam investir recursos volumosos para aparecerem nas primeiras páginas da busca. Mas as empresas de menor porte também podem obter bons resultados com o SEO”, afirma Paulo Beltrão, CEO da Network Media.

Comunicação regional

Para atingir um público-alvo localizado, o Instagram é uma boa ferramenta. Lá, a interação de grupos e de seguidores pode ser direta. O Instagram é considerado a rede que melhor se adapta ao mobile, onde se encontra grande parte do público que acessa o marketing digital. Outra boa opção é o Facebook.

Muitas vezes, utilizar a internet sem a necessidade de explorar o seu alcance mundial, apenas regional, é a melhor maneira de posicionar uma empresa de pequeno ou médio porte.

“As diferentes ferramentas da internet permitem que qualquer empresa divulgue o seu negócio sem necessariamente precisar de uma agência ou sistemas sofisticados de alcance maior. Às vezes nem vale a pena para um tipo de negócio regional”, diz a publicitária Mônica Joseph, gerente comercial e de marketing.

Pode ser melhor para uma pizzaria delivery, por exemplo, divulgar sua marca gratuitamente pelo Instagram do que investir para posicionar seu nome em uma página do Google. O interesse dela, afinal, é atrair clientes apenas de determinada região.

O Instagram, porém, também pode ter alcance maior e ser indicado para quem realiza serviços como cursos, palestras e treinamentos.

Na internet, há ferramentas acessíveis que estruturam sistemas de cobranças, criação de cadastros e serviços de atendimento online.

Unindo estratégias

A possibilidade de divulgar por diferentes maneiras é ideal para autônomos. O músico Tato Andreatta, morador de Jundiaí (SP), criou quatro campanhas em uma plataforma de busca paga (Google Ads), focadas em diferentes serviços.

Esse sistema, do tipo pay-per-click (pague por clique), varia em função da quantidade de empreendedores e quanto cada um está disposto a pagar pelo clique. Quanto mais, maior chance de aparecer na frente dos concorrentes.

Essa estratégia já fez Andreatta aparecer várias vezes na primeira página da busca. “Configuro os locais onde quero captar clientes. E seleciono o tipo de anúncio que será pago. Aulas particulares, abro somente para São Paulo e Jundiaí, onde resido. Já para pianista para eventos, abro possibilidades no Estado, até 200 Km de distância. Na campanha de edição de partituras, arranjos e trilhas, abro para o país inteiro”, explica.

Cabe ao empreendedor dimensionar o tipo de campanha e manter uma sincronia entre o seu objetivo e a localização de seu público.

Agora é com você

Confira os produtos do C6 Bank disponíveis para pequenas e médias empresas

• Conta corrente isenta de taxa de manutenção
• Cartão múltiplo C6 Business isento de anuidade
• Pix gratuito
• 100 TEDs gratuitos (R$ 4 a partir da 101ª)
• Pagamento de contas
• Câmbio
• Capital de Giro
• Maquininha C6 Pay
• CDB
• Limite da Conta (cheque especial)

Confira os produtos disponíveis para MEIs

• Conta isenta de taxa de manutenção
• Pix gratuito
• 100 TEDs gratuitas (R$ 4 a partir da 101ª)
• Saques gratuitos nos caixas eletrônicos da rede Banco24Horas
• Cartão múltiplo C6 Business isento de anuidade
• Pagamento
• Maquininha C6 Pay
• Depósito por boleto
• C6 Kick (transferência por mensagem de texto)
• Pagamento de estacionamento
• CDB
• Empréstimo
• Recarga de celular
• Limite da Conta (cheque especial)
• C6 Tag

* Este conteúdo foi produzido pelo SixM Labs para o C6 Bank

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).