A Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições o ato de concentração envolvendo a Atlas Casablanca Comercializadora de Energia Ltda. e a Powertis S.A. O despacho pela aprovação está publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (25).

Segundo a descrição da operação constante do parecer do Cade, a transação consiste na aquisição pela Atlas Casablanca da totalidade do capital social das sociedades alvo, todas detidas integralmente pela Powertis. “Essas sociedades possuem projetos e, após a sua construção, atuarão na geração de energia a partir de usinas fotovoltaicas, localizadas em Minas Gerais, com previsão de início de suas operações em fevereiro de 2022 (Bloco 1) e janeiro de 2023 (Bloco 2)”, diz o parecer do Cade.

Na justificativa da operação, a Atlas Energia afirma acreditar que o mercado de geração de energia solar está em expansão no Brasil e a aquisição das sociedades alvo representa “uma boa oportunidade de investimento”. Já a Powertis afirma que a operação é uma oportunidade de arrecadar recursos para novos negócios.

A Atlas Casablanca atualmente é uma empresa não-operacional, subsidiária integral da Atlas Casablanca Holding, que detém um projeto para geração de energia solar em Minas Gerais. A Atlas Casablanca Holding integra o portfólio de empresas pertencente à Atlas Energia Renovável do Brasil S.A. (“Atlas Energia”).

A Powertis tem sede na Espanha e atua no desenvolvimento, estruturação, financiamento, construção e gerenciamento de parques fotovoltaicos na Europa e na América Latina. No Brasil, possui projetos em Minas Gerais e São Paulo para a geração e comercialização de energia solar. A Powertis é subsidiária integral da Soltec Power Holdings S.A, empresa especializadas na fabricação e execução de projetos de energia solar.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.