O Conselho de Administração da Renova Energia, em recuperação judicial, aprovou um aumento de capital, por subscrição privada de ações, de até R$ 345,286 milhões, o que elevará o capital social da companhia para até R$ 3,640 bilhões.

De acordo com comunicado da companhia, será admitida a homologação parcial do aumento de capital caso o valor subscrito seja igual ou superior a R$ 44,927 milhões.

Serão emitidas 50.854.986 ações ordinárias, ao preço de R$ 6,29, e 4.670.700 ações preferenciais, a R$ 5,44.

A aprovação do aumento de capital, segundo a empresa, possibilitará que os credores da companhia convertam os créditos em participação societária e o cumprimento dos planos de recuperação, com efeito para a redução do endividamento e o reforço da estrutura de capital da Renova.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).