A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, conquistou o seu segundo mandato após uma vitória eleitoral de proporções históricas neste sábado. O Partido Trabalhista liberal de Ardern recebeu 49% dos votos, contra 27% recebidos pelo Partido Nacional, seu principal adversário.

Em discurso logo depois de anunciada a vitória, em Auckland, ela disse que o partido obteve mais apoio dos neozelandeses neste ano do que em qualquer outro momento dos últimos 50 anos. “Esta não foi uma eleição comum e não é um momento comum. Está cheio de incertezas e ansiedade, e nós nos propusemos a ser um antídoto para isso”, afirmou.

A popularidade de Ardern disparou no início de 2020, quando ela liderou uma série de esforços que levaram ao controle do coronavírus. Na Nova Zelândia, a propagação do vírus foi erradicada e as medidas de isolamento social e obrigatoriedade do uso de máscaras já não são mais aplicadas. Em março, o país tinha 100 casos da doença e, ainda assim, as fronteiras foram fechadas e uma série de bloqueios foram implementados.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.