Os especialistas em vacinas que aconselham a Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos decidiram recomendar nesta quinta-feira, 14, a aplicação de uma dose de reforço do imunizante da farmacêutica Moderna contra a covid-19. Foram 19 votos favoráveis e nenhum contrário.

A recomendação é válida para pessoas com 65 anos ou mais que tenham recebido a segunda dose da vacina pelo menos seis meses antes da nova injeção. O painel consultivo também recomendou a terceira dose para indivíduos com alto risco de complicações derivadas da covid-19 grave por causa de condições médicas subjacentes ou natureza do trabalho.

A reunião realizada nesta quinta é uma parte regular da avaliação do governo federal sobre vacinas. A FDA frequentemente pede a seus consultores especialistas que compartilhem suas opiniões antes que a agência decida se deve liberar um medicamento, e a agência geralmente segue as recomendações dos consultores.

Depois de liberar as vacinas para covid-19 a adultos no final do ano passado, a FDA tem avaliado nos últimos meses os pedidos para expandir o uso dos imunizantes para os mais jovens e adicionar uma dose extra para reforçar as defesas imunológicas das pessoas vacinadas, especialmente contra a variante delta.

O reforço da vacina produzida pela Pfizer em parceria com a BioNTech já recebeu aprovação da agência reguladora. Fonte: Dow Jones Newswires

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).