Diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom disse que o apoio dos Estados Unidos à quebra de patentes de vacinas contra a covid-19 dá suporte “significativo” ao acesso equitativo dos imunizantes no mundo, hoje concentrados em países desenvolvidos, que têm vacinado suas populações mais rápido.

“Sei que esta não é uma decisão política fácil de tomar, portanto agradeço à liderança do país e exorto os outros países a seguirem o exemplo dos EUA”, afirmou Tedros, durante coletiva de imprensa da OMS nesta sexta-feira.

O líder da entidade multilateral ainda pediu que países com doses excedentes de vacinas compartilhem parte dos imunizantes, e reforçou a necessidade pela continuação das medidas sanitárias para mitigar o alastramento do coronavírus, uma vez que o volume de vacinas disponíveis no momento “não é suficiente para a pandemia de covid-19 acabar”, argumentou.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).