Os juros futuros abriram em baixa nesta quinta-feira, 8, em meio ao recuo dos juros dos Treasuries e dólar, mas pouco depois das 9h, os curtos e médios já rondavam a estabilidade. O movimento de alívio também se dá após o jantar mais amistoso entre o presidente Jair Bolsonaro, ministros e empresários, no qual o presidente se comprometeu a acelerar o processo de vacinação no Brasil.

Traders apontam, no entanto, que a expectativa com o leilão de LTN, NTN-B e LFT do Tesouro pode manter maior pressão de alta pela manhã na curva. Além disso, o mercado segue à espera de um acordo sobre o Orçamento de 2021 que retire do texto as pedaladas fiscais que ameaçam o cumprimento do teto de gastos. No radar também estão diretores do Banco Central que participam eventos hoje, especialmente Fabio Kanczuk, de Política Econômica (14h).

Às 9h10, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 caía para 8,97%, na máxima, de 8,99% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2023 estava em 6,68%, de 6,67%, enquanto o vencimento para janeiro de 2022 marcava 4,73%, mesma taxa do ajuste de quarta-feira.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).