O Índice Nacional de Consumo (INC) nos Lares Brasileiros mostrou alta de 2,77% em abril de 2021 ante mesmo período de 2020. Em relação a março deste ano, porém, houve queda de 4,82%. O indicador é medido pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Os números medem o crescimento real, já descontada a inflação.

Para o vice-presidente institucional e administrativo da instituição, Marcio Milan, essa queda de abril se relaciona a restrições de funcionamento e quantidade de dias no mês. Em 2020, o mês de abril apresentou alta de cerca de 5% ante março.

A projeção de crescimento para o setor supermercadista em 2021 é de 4,5%. No entanto, Milan afirma que ela deve ser revista no segundo semestre. “Assim que fecharmos o primeiro semestre faremos revisão”, afirma.

Ele elenca alguns fatores que devem puxar a projeção para cima, como a expectativa de vacinação da população; as previsões de alta do Produto Interno Bruto (PIB); e a possível extensão do auxílio emergencial.

Além disso, Milan lembra que o próximo quadrimestre deve contar com o pagamento antecipado do 13º salário para os beneficiários de INSS, bem como com o pagamento dos primeiros lotes da restituição do Imposto de Renda.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).