O principal fundo de hedge da Mudrick Capital Management perdeu 10% em apenas alguns dias com um salto inesperado no preço das ações da AMC Entertainment. O movimento desencadeou mudanças no valor dos derivativos que o fundo mantinha como parte de uma estratégia de negociação complexa, segundo pessoas familiarizadas com o assunto.

O revés vem meses depois que um grupo de traders organizados nas redes sociais ajudou a impulsionar o preço da GameStop e de outras ações em janeiro. A valorização dos papéis foi muito além da visão de investidores sobre os fundamentos subjacentes.

Depois do “caso GameStop”, muitos fundos de hedge reduziram sua exposição às chamadas “ações memes”. As perdas da Mudrick Capital destacam o quão arriscado pode ser reter uma exposição significativa a essas empresas – até mesmo um tiro pela culatra para um gestor de fundo de hedge que estava em sintonia com o otimismo dos investidores individuais.

Jason Mudrick, o fundador da empresa, vinha negociando ações, opções e títulos da AMC há meses, surfando na onda de entusiasmo pela rede de teatros entre os investidores individuais. Mas ele também vendeu opções de compra, contratos de derivativos destinados a proteger a exposição do fundo à AMC caso o preço das ações afundasse.

Esses contratos de derivativos, que deram a seus compradores o direito de comprar ações da AMC da Mudrick por cerca de US$ 40 no futuro, se transformaram em passivos quando o ressurgimento das ordens de compras alimentadas pelos usuários da rede social Reddit empurrou recentemente o preço das ações da AMC para novos recordes, disseram as pessoas.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).