O governo francês pode bloquear uma proposta de aquisição do Carrefour pela operadora canadense de lojas de conveniência Alimentation Couche-Tard para proteger empregos e a cadeia de abastecimento alimentar da França, disse o ministro das finanças do país, Bruno Le Maire. Em entrevista à emissora TV France 5 na noite desta quarta-feira, Le Maire expressou oposição ao negócio. “O que está em jogo aqui é a soberania alimentar do povo francês”, afirmou. “A ideia de que o Carrefour possa ser comprado por um ator estrangeiro – em princípio, não sou a favor de tal movimento.”

O Carrefour é o maior empregador do setor privado da França e, como outras grandes redes de supermercados, desempenha um papel importante na distribuição de alimentos, disse Le Maire. Em meio a dúvidas sobre a fusão, a ação do Carrefour recuava 5,56% na Bolsa de Paris, por volta das 8h (horário de Brasília). Fonte: Dow Jones Newswires.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).