Vários dirigentes presentes na última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed) levantaram a possibilidade da entidade elevar sua taxa de juros mais cedo do que o previsto, caso a inflação continue acima dos níveis consistentes com os objetivos do banco central, revela a ata do encontro realizado em 2 e 3 de novembro e divulgada nesta quarta-feira, 24.

Ao mesmo tempo, por causa da “contínua incerteza sobre desenvolvimentos em cadeias de abastecimento, logística de produção e o curso do vírus, vários participantes sublinharam que a atitude paciente em relação aos dados recebidos permaneceu apropriada para permitir uma avaliação cuidadosa da evolução do tema”, diz o documento, que ressalta que os dirigentes não hesitariam em tomar medidas para enfrentar as pressões inflacionárias que apresentem riscos aos objetivos de estabilidade de preços e emprego no longo prazo.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).