O Credit Suisse confirmou o desligamento de José Olympio Pereira do comando da operação brasileira. Um comunicado foi distribuído a funcionários da instituição, no qual o banco afirma que ele continuará atuando como CEO até pelo menos o final do ano, como antecipou o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Segundo o comunicado, nos próximos meses, Ilan Goldfajn, Presidente do Conselho, e José Olympio conduzirão o processo interno e externo para escolha do novo CEO.

“José Olympio Pereira liderou o crescimento da nossa franquia brasileira, tornando a unidade brasileira prioridade para o Credit Suisse. Sob seu comando, consolidamos nossa posição como único banco global no Brasil com forte presença local tanto em Investment Banking quanto em Wealth Management”, diz o comunicado.

Em seus 36 anos de carreira no mercado financeiro, José Olympio trabalhou 33 anos em instituições que hoje formam o Credit Suisse no Brasil, de acordo com o banco.

O comunicado afirma que ele iniciou sua carreira no Banco de Investimentos Garantia, em 1985, e, presidiu a subsidiária brasileira do Banco de Investimentos Donaldson, Lufkin & Jenrette (DLJ) entre 1998 e 2001.

Em 2004 atuou como Head da área de Investment Banking, e conduziu o Credit Suisse no Brasil à liderança do mercado brasileiro. Em 2012, assumiu o cargo de CEO do banco no País.

“O Brasil é estratégico para o Credit Suisse e o banco está comprometido em continuar investindo neste mercado prioritário”, diz ainda o CS no mesmo comunicado.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).