O Banco da Coreia elevou a taxa básica de juros do país de 1,00% para 1,25% ao ano, conforme esperado por pela maiorias dos economistas ouvidos pelo Wall Street Journal. A autoridade monetária trouxe sua taxa básica de volta ao nível pré-pandemia, elevando-a pela terceira vez em menos de meio ano para combater a inflação.

A maioria dos analistas apostou em novos aumentos de juros no final de 2022, já que o banco também está tentando ajudar a resfriar os mercados imobiliários em meio a baixos custos de empréstimos. O Banco da Coreia – como outros grandes bancos centrais – está diminuindo os estímulos da era da pandemia à medida que a economia se recupera e a inflação acelera em um ritmo mais rápido do que o esperado.

A inflação média foi de 2,5% na Coreia do Sul em 2021, superando a previsão do banco de 2,3%. Ela permaneceu acima da meta de 2,0% do banco por nove meses consecutivos. A economia da Coreia do Sul está prevista pelo BC para expandir 4,0% em 2021, após uma contração de 0,9% em 2020. O banco espera um crescimento de 3,0% em 2022. Fonte: Dow Jones Newswires.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).