O Bitcoin está em um “ponto de virada”, e as criptomoedas podem ter uma “transformação massiva” para se tornarem “mainstream”, avalia o Citigroup, em relatório enviado a clientes. O banco americano afirma que há “riscos e obstáculos” na trajetória do ativo, mas que há fatores suficientes para acreditar que as oportunidades trazidas pelo Bitcoin tendem a levar a criptomoeda a ser uma “escolha para o comércio internacional”.

Publicado pelo ramo de perspectivas e soluções globais (GPS, na sigla em inglês) do Citigroup, o relatório ressalta que “em busca de rendimento e ativos alternativos, investidores são atraídos para as propriedades de cobertura de inflação do Bitcoin”. Além disso, o banco americano destaca os “aprimoramentos específicos para os serviços de câmbio”, e que as “negociações e dados estão aumentando e sendo renovados para acomodar as necessidades dos investidores institucionais”.

As inovações por parte das criptomoedas “podem criar pressões para bancos centrais considerarem suas próprias moedas digitais”, projeta o Citi no relatório. Entre as vantagens do ativo, o banco cita “pagamentos globais, falta de exposição a moedas estrangeiras, movimentação rápida de dinheiro (e potencialmente mais barata), canais de pagamento seguros e rastreabilidade”.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).