O presidente Jair Bolsonaro defendeu novamente o voto impresso para as eleições de 2022, durante cerimônia do Ministério do Turismo, realizada nesta quinta-feira no Palácio do Planalto. “Ouso dizer, depois de sete mandatos, que temos melhorado o parlamento brasileiro. Vamos melhorar ainda mais no ano que vem. Se Deus quiser, com voto auditável”, disse.

Em seguida, insinuou que as eleições presidenciais do Peru, que elegeu o candidato de esquerda Pedro Castillo, podem ter sido alvo de fraude. “Em alguns países da América do Sul, a eleição é definida no photo charge. É isso mesmo? Esquisito”, disse à plateia. “Parece que nos computadores tem uma trava. Parece. Queremos uma eleição no ano que vem que quem vença reconheça.”

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).