Após o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciar para a próxima semana a sabatina do indicado pelo governo ao Supremo Tribunal Federal (STF), André Mendonça, o presidente Jair Bolsonaro afirmou esperar que a Casa vote e aprove o nome do ex-ministro da Justiça “nos próximos dias”.

Questionado sobre o impasse envolvendo Mendonça, Bolsonaro afirmou que “não manda” ninguém para o Supremo. “Quem decide é o Senado. Espero que vote e aprove nos próximos dias”, declarou o presidente ao chegar ao Palácio do Planalto após receber uma medalha de honra na Câmara dos Deputados.

Apesar do anúncio, Alcolumbre ainda não especificou a data da sabatina.

A indicação de André Mendonça foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) no dia 13 de julho e protocolada oficialmente no Senado em 3 de agosto. O documento chegou formalmente na CCJ no dia 19 de agosto – ou seja, está parado na mesa de Alcolumbre há quase 100 dias

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).