O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, voltou a tratar nesta quarta-feira, 12, do esforço de seu governo para conseguir avançar na vacinação contra a covid-19. Ele notou que haverá em breve o aval final das autoridades para que adolescentes acima de 12 anos possam ser vacinados, com o imunizante da Pfizer, a fim de reduzir ainda mais a circulação do vírus. Além disso, Biden comentou a repórteres sobre os problemas de abastecimento de combustível na Costa Leste e disse que pode haver “alguma boa notícia nas próximas 24 horas” e que as coisas “iriam ficar sob controle”.

Biden disse que os EUA baterão nesta quinta-feira a marca de 250 milhões de vacinas contra a covid-19 aplicadas e que com isso tem diminuído o número de pessoas hospitalizadas pela doença. Ele afirmou que as autoridades abrirão milhares de novos postos de vacinação, a fim de disseminar ainda mais o imunizante e reduzir os contágios. A vacinação para pessoas a partir de 12 anos tem a mesma intenção, lembrou, encorajando os pais a levar os filhos para os postos.

Após falar sobre a covid-19, Biden foi questionado sobre problemas de desabastecimento de combustíveis na Costa Leste do país, após a Colonial Pipeline ter sido vítima de um ataque hacker que deixou paralisado um duto importante para essa distribuição na região. “Nós temos mantido contato muito próximo com a Colonial Pipeline”, afirmou ele. “Eu acho que vocês ouvirão alguma boa notícia nas próximas 24 horas e acho que nós estaremos colocando isso sob controle”, complementou, dizendo também que o episódio é um lembrete sobre a importância de se investir mais em educação e especificamente para formar pessoal na área de cibersegurança no país.

Ao ser questionado sobre o pacote de infraestrutura que pretende aprovar, Biden disse que a negociação com os republicanos o deixa “encorajado” sobre o assunto, embora as partes não tenham conseguido fechar acordo em reunião mais cedo.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).